Blog

Comportamento do consumidor deve permanecer após fim da pandemia


Comportamento do consumidor deve permanecer após fim da pandemia

Como você deve imaginar, durante a pandemia do novo coronavírus no Brasil, os brasileiros aumentaram as suas compras online, passando a utilizar meios digitais de pagamentos. Tudo indica que os consumidores, de modo geral, devem continuar com esses novos hábitos. 

É o que diz um estudo feito pela Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC), chamado “Novos hábitos digitais em tempos de Covid-19”, que foi divulgado em meados de maio.

O levantamento indica que a maioria dos brasileiros entende que o risco de contaminação é alto ao ir às lojas físicas (79%). Apesar disso, 61% da população ajudam parentes, amigos e vizinhos que podem ter maior risco de morte ao contrair vírus. 

De acordo com os dados, 61% dos clientes que compraram online, durante o isolamento social, aumentaram o volume de compras por causa da quarentena. 

Em 46% dos casos, o crescimento foi superior a 50%, com destaque para as compras de alimentos e bebidas para consumo imediato, que subiram 79%. Na sequência, de acordo com o estudo, as compras mais realizadas pelos brasileiros se deram em farmácias (48%), outros tipos de lojas online (45%) e supermercados (45%).

Segundo a pesquisa, a satisfação com as compras online no período da quarentena representa aproximadamente 80% dos respondentes. Além disso, após o período de isolamento social, 70% afirmaram que pretendem comprar mais em sites ou apps. 

A entidade prevê ainda que consumidores estejam adotando hábitos digitais que pretendem mantê-los após o fim da pandemia. O levantamento indica que o varejo não voltará ao que era antes da crise. 

Comércio eletrônico

A pesquisa da SBVC também mostrou que, em função do aumento da demanda no comércio eletrônico, os prazos para entrega cresceram. 

Dos respondentes do estudo, 69% dos consumidores notaram prazos alongados e 57% considerava aceitável esse aumento de tempo. Mas somente um em cada dez consumidores que participaram do estudo deixaram de comprar online em função do prazo de entrega. 

Na quarentena, o consumo de sites ou aplicativos internacionais caiu. Antes, 49% compravam em sites ou aplicativos de outro país. Com a quarentena, esse número reduziu para 38%.

Crise x Oportunidade

O estudo conclui que toda crise gera oportunidades e que, portanto, empresas estruturadas para aproveitar os espaços deixados por quem não tiver fôlego para passar por este momento difícil irão crescer mais rápido.

Segundo a SBCV, as empresas que aproveitarem este momento para intensificar a transformação digital de seus negócios e mudarem suas culturas para se tornarem mais ágeis e flexíveis terão um desempenho ainda melhor.

Quer ler mais sobre a pesquisa? CLIQUE AQUI.

Gostou das dicas? Então acompanhe o nosso Instagram!. Lá também compartilhamos conteúdos que podem ser úteis para você. 

Fala pra gente! Como podemos ajudar a transformar o seu negócio?

Agendar uma conversa
1